Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Elena

Elena


Por

Publicado em 13 de Setembro de 2018

elena_documentario

 

Elena (2012) tem um tom extremamente pessoal por narrar a triste história da irmã mais velha da diretora que dá nome ao filme. O documentário aborda a forte relação entre a personagem e Petra Costa, mostrando a depressão e as fraquezas vividas por Elena (sua irmã mais nova), pelo desejo de ser atriz.

O filme traz à tela imagens de arquivo e planos fechados das ruas de New York (onde Elena passou uma parte de sua vida sozinha e depois com a mãe e a irmã, para estudar teatro), também planos de Petra, como rosto e partes de seu corpo, além de vários planos abstratos, de luzes numa cuidadosa plasticidade em que e Petra flutua com um vestido que lembra o mar. O filme, narrado em voz off pela diretora, conta os momentos felizes vividos pelas irmãs e os mais difíceis que a família pôde viver ao lado de um ente querido depressivo.

Petra Costa foi de muita coragem ao reviver na tela momentos difíceis de sua vida familiar, observando e comentando detalhes de como tudo ocorreu ouvindo amigos que testemunharam o drama do suicídio de Elena. Petra percorre com a câmera todos os cômodos da casa, incluindo o que Elena foi encontrada desacordada em Nova York. A história e suas dores são publicamente reveladas.

Baseada no drama e registros de Elena, vale ressaltar os acontecimentos familiares que ocorreram a volta das irmãs. O ponto inicial é marcado pela separação dos pais de Elena e Petra , momento em que Elena decide seguir com a carreira de teatro profissional. Em seguida, encontramos Elena solitária em New York, quando foi aceita na Universidade  Columbia, o retorno desta vez à cidade americana é com sua mãe e irmã. É retratada a vida de Petra nos EUA, em que a própria admite em off, detalhadamente que não gostava de estar ali.

O processo da depressão e do suicídio da personagem é narrado dolorosamente pelos pais e irmã de Elena. Do pai se tem somente a imagem acompanhada  de um off, no qual se ouve  a diretora dizer  que ele não gosta de tocar no assunto. Já a mãe faz confissões extremamente íntimas e tocantes de como era o comportamento de Elena em seus últimos momentos de vida e como a própria mãe se esgotava ao ver a filha morrendo aos poucos, admitindo não saber lidar com a situação. Isso é confirmado quando a mãe conta que ao sair do quarto da filha a ouviu chorando, mas não conseguiu voltar lá. Da mãe, também há confissões após a morte de Elena, que pensou também em cometer suicídio. Os relatos expõem a família de modo contundente, provocando sensações diversas no público.

Após a apresentação do atestado de óbito de Elena, surgem imagens que evidenciam que as escolhas e a personalidade de Petra se assemelham as de Elena, reafirmadas com a voz da diretora e de outras pessoas em off dizendo o quão as duas são parecidas. Isso remete a outro assunto dentro do filme que seria o fato de Petra ter sofrido crises depressivas ao longo da vida, por conta da morte de Elena. Ao final do filme, de modo esteticamente delicado, transparece a decisão da diretora de seguir em frente com sua vida, contrária a decisão de Elena.

Por Letícia do Valle

Aluna de Cinema da FACHA



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Marcella Rangel

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Odeon Oscar Poemas Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.