Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Lion – Uma Jornada para Casa

Lion – Uma Jornada para Casa


Por

Publicado em 6 de Dezembro de 2017

lion-filme

O filme de Garth Davis (2016) conta a surpreendente história real de Saroo, um menino indiano que se perde da família na Índia e acaba indo parar num orfanato quando é adotado por uma família australiana. A narrativa é dividida em duas partes: a infância de Saroo na Índia, quando vivia num vilarejo rural, distante de centros urbanos e muito pobre. Sua mãe quebrava pedras junto com outras mulheres e crianças para sobreviver. Nesse cenário a fotografia aproveita toda a exuberante natureza do lugar, o afeto da mãe ajuda a amenizar a realidade difícil. Inegavelmente, o ator mirim Sunny Pawar é um grande acerto, ele dá vida a Saroo quando criança de forma natural e comovente, o filme chegou a ser indicado ao Oscar, mas acabou não conseguindo a premiação.

A segunda parte mostra Saroo já adulto, numa boa vida na Austrália, tem amigos, namorada, trabalho e estudo, até que durante um almoço com amigos ele come um biscoito tradicional da culinária indiana, esse biscoito traz memórias afetivas de sua infância, o faz relembrar de momentos junto a sua mãe, já que ela preparava esse biscoito, lembranças que estavam guardadas e que vêem a tona. Esta é uma cena determinante no filme capaz de retratar o momento em que Saroo percebe tudo que ficou para traz no tempo, a recordação de sua mãe, seu irmão, sua irmã bebê, sua cultura enfim, suas raízes.

O filme é melodramático já que retrata a experiência dramática vivida por Saroo na sua jornada para casa, a narrativa indica ao espectador que o personagem, possivelmente, reencontrará seus familiares mas, o importante é a própria jornada e, não a revelação de algum segredo, ou alguma reviravolta no roteiro. Impossível não se emocionar com o filme! Mesmo que o uso do Google Earth tenha sido exagerado, com Saroo repetidas vezes procurando paisagens da cidade em que viveu quando ainda menino.

O ator Dev Patel vive Saroo quando adulto e tem uma ótima atuação chegando a ser indicado ao Oscar 2017, como ator coadjuvante, mas não conseguiu o prêmio que acabou ficando com Mahershala Ali. O elenco conta também com pequenos papéis vividos por Rooney Mara como sua namorada e companheira e ainda Nicole Kidman numa bela atuação como a bondosa e paciente mãe adotiva australiana de Saroo. Lion – Uma Jornada para Casa traz para a tela grande uma bela experiência cinematográfica, vale a pena assistir.

Aos emotivos é bom avisar para preparar o lenço, em algumas cenas é difícil segurar as lágrimas.

Por Maria Clara Moya

Aluna de cinema da FACHA



Deixe um comentário




Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Por Revista Moviola

18 de Setembro de 2018

O curta documentário Ilha das Flores, lançado no ano de 1989, dirigido por Jorge Furtado, com a duração de 13 minutos, cria no espectador, nos seus primeiros cinco minutos, a sensação de que se vai assistir a uma comédia. As imagens, em sequências rápidas e a voz off do ator Paulo José, levam o público a […]

Por Revista Moviola

13 de Setembro de 2018

  Elena (2012) tem um tom extremamente pessoal por narrar a triste história da irmã mais velha da diretora que dá nome ao filme. O documentário aborda a forte relação entre a personagem e Petra Costa, mostrando a depressão e as fraquezas vividas por Elena (sua irmã mais nova), pelo desejo de ser atriz. O filme […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.