Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Une Nouvelle Amie

Une Nouvelle Amie


Por

Publicado em 2 de Novembro de 2014

Une Nouvelle Amie, de François Ozon.

Quanto mais a sociedade endurece, mais a arte martela a sua veia de protesto. Ironicamente o país que gerou o mote “Igualdade, fraternidade e liberdade” vive uma onda de manisfestações católicas contra a legalização do casamento gay e é debaixo desse guarda-chuva que o mais recente filme de François Ozon, Une Nouvelle Amie tentará se proteger, na estreia nacional em novembro. Baseado num conto, a adaptação livre prima por originalidade e humor já típicos de Ozon, nesse enredo que se inicia com a amizade forte entre duas meninas e se desenvolve com o relacionamento entre uma delas (Anaïs Demoustier) e o marido da outra (Romain Duris), que acabará por se transformar em Victoria, um trans.

Ozon vai na contramão de uma tradição francesa, a saber a verborrágica, e parte com uma sequência longa sem diálogos mostrando o passar dos anos na vida das duas amigas, Claire e Laura (Isilde Le Besco). Isso quem nos ensinou foi Hitchcock na sequência inicial de Janela indiscreta. Dizem que este Une Nouvelle Amie tem pitadas hitchcockianas, citações, por exemplo, na parte que o próprio diretor faz, ao entrar num cinema e bolinar Victoria; porém, discordo. Se devemos dialogar, que conversemos com o primeiro Almodóvar, aquele de “Labirinto das paixões”, ou mesmo os curtas de estreia do espanhol.

“Somos as vítimas e os culpados”, diz Victoria, e num melodrama atenuado em Paris, desejos reprimidos vêm à tona, transbordam as trincheiras, desafiam, divertem.

A trilha sonora de breguices francesas dos anos 70 e 80, mais uma nota de Philippe Rombi, colaborador de Ozon também em Swimming Pool – À Beira da Piscina (2003), semelhante à Philip Glass, preenche os espaços melodramáticos, tristes, trágicos, risíveis, ridículos. Lembra-se do quadro dos transformistas do “Programa do Bolinha”? Ozon dá uma requintada com Channel número 5 nele.

Em sua melhor forma desde Sob a Areia, Ozon me confessa no tapete vermelho em Leicester Square que ele não dá espaço à improvisação e que sua adaptação é livre, pois o texto original era pequeno. Quer dizer, resgatando o cinema de autor, imprimindo seu estilo inconfundível, esse é mais um daqueles casos em que se o sucesso vier, os louros serão apenas do diretor; mas se o fracasso bater à porta, idem. Não penso em fracasso: ou será que a reedição francesa da Marcha da Família com Deus pela Liberdade atravancará os artistas e os amantes da Pont Neuf?

Une Nouvelle Amie, de François Ozon (França, 2014)

Veja a cobertura completa do London Film Festival 2014



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

19 de Abril de 2018

  A mostra Corpos da Terra, cujas produções selecionadas refletem sobre a resistência indígena no Brasil atual, tem sua segunda edição entre os dias 20 e 23 de abril. O evento é realizado em parceria com o CineMosca e, além da exibição de filmes, terá mesas de discussão sobre a diversidade de mundos indígenas em […]

Por Revista Moviola

17 de Abril de 2018

  A dica de um precioso acervo para entender a situação indígena no Brasil atual é da jornalista Raquel Baster, mineira que vive atualmente no estado da Paraíba e colaborada com algumas atividades do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste (MMTN-NE), entre elas, a oficina de roteiro para o documentário Mulheres rurais em movimento (2016), filme […]

Por Revista Moviola

14 de Abril de 2018

O documentário O desmonte do Monte, dirigido por Sinal Sganzerla, aborda a história do Morro do Castelo, seu desmonte e arrastamento. O Morro do Castelo, conhecido como “Colina Sagrada”, foi escolhido pelos colonizadores portugueses para ser o local das primeiras moradias e fundação da cidade do Rio de Janeiro. Apesar de sua importância histórica e […]

Por Revista Moviola

12 de Abril de 2018

  O documentário Auto de Resistência, dirigido por Natasha Neri e Lula Carvalho,  aborda os homicídios praticados pela polícia contra civis no estado do Rio de Janeiro. As mortes e as violações dos direitos humanos acontecem em casos conhecidos como “autos de resistência” – classificação usada para evitar que os policiais sejam responsabilizados pelos homicídios, […]

Por Revista Moviola

11 de Abril de 2018

O filme Livre Pensar – cinebiografia Maria da Conceição Tavares homenageia uma das economistas mais importantes do Brasil e, particularmente, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A sessão de exibição do documentário ocorrerá dia 24 de abril, às 18h, no Salão Pedro Calmon da UFRJ (Av. Pasteur, 250, 2º andar / Urca). A […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio filme França Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.