Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Corações de Ferro

Corações de Ferro


Por

Publicado em 2 de Novembro de 2014

Corações de Ferro, de David Ayer.

Há pelo menos 20 dias, para onde quer que você olhe vai se deparar com algum anúncio de Corações de Ferro, seja ele exposto no metrô de Londres, seja nos ônibus vermelhinhos de dois andares. O Festival de Londres terminou com a exibição de Corações de Ferro com grande estardalhaço no noite de 19/10. Horas antes, pudemos conferir a coletiva, em que tive a honra de fechá-la com a última pergunta a Brad Pitt. Mas primeiro vamos ao filme em si.

No centenário de comemoração ao início da Primeira Grande Guerra, mais um filme de guerra acaba almejando se tornar não apenas mais um filme de guerra. Não é o caso de Corações de Ferro, já lhes antecipo. Não há nada de tão emblemático se comparado a Nascido para Matar, Apocalipse Now ou mesmo Por Quem os Sinos Dobram. Ambientado nos últimos dias de guerra na Alemanha, os Aliados estão invadindo o Império de Hitler. O pelotão, apelidado “Fury” e comandado por Don Collier (Brad Pitt), recebe o novato cristão Boyd Swan (Shia LaBeouf), que hesita em matar. Logo, Boyd não vê saída e se rende ao ódio aos nazistas.

Muito embora o diretor e roteirista David Ayer admita que “se trata de um capítulo muito interessante da história, os Estados Unidos não foram os libertadores. Eles estavam ocupando e invadindo um país”. Pitt, no entanto, quer deixar transparecer que “não é um filme sobre um lado. É uma história sobre os traumas dos soldados e o que eles vão levar para casa depois”. A meu ver, infelizmente, não é desse modo que as coisas estão na tela. Sabemos que para “neutralizar” o mais possível a tendência do espectador a se aliar a um personagem é acompanhar com a câmera igualmente os americanos e os alemães. Não é isso o que acontece. A câmera está quase o tempo todo dentro do tanque de Brad e seus comandados. O público vai ficar sendo testemunha dos seus traumas, não de um velhinho alemão que é fuzilado no meio da rua. Nada sabemos dele.

É assim que Hollywood caminha. E é assim que devemos tentar ver a história, com desconfiança dos narradores em primeira pessoa.

O tanque em que o pelotão se esconde tornou-se a casa desses soldados, mesmo durante as filmagens. O período de preparação dos atores foi extenso: eles conviveram por três meses antes do início das filmagens, elaborando a gênese de cada personagem. Muito embora o diretor não tenha optado por momentos de flashback, em que explicaria quem eles são e foram, o desgaste físico, a fome e a pressão mental foram tema de conversas entre a equipe. Ainda os vejo muito bonitinhos na tela, me desculpe. Seria possível uma preparação como a de Michael Fassbender em Fome, em que ele perdeu vários quilos? Um processo tão árduo de preparação dos atores não poderia tê-los tornado mais soldados e menos estrelas? Roma, Cidade Aberta não nos disse o suficiente sobre a guerra?

A coletiva girou sobre o reconhecimento de que o tanque não é nada ergométrico, sobre os litros e litros de Nescafé entre um take e outro e o mote alardeado no filme de que “As ideias são pacíficas, mas a história é violenta”, já que podemos falar, falar, falar, mas nunca estaremos evitando um conflito. (“Tanta gente existe por aí que fala, fala e não diz nada ou quase nada.”). Soltei então isto a Pitt:

Moviola: “O que você pensaria e o que faria se um dos seus filhos fosse convocado pelo exército norte-americano?”

Brad Pitt, agravando o tom de voz: “Uau. (pausa). Se eles forem convocados, então não há nada a fazer. Eu me preocuparia como pai, tentaria verificar se eles seriam bem treinados. E começaria a rezar”.

Corações de Ferro, de David Ayer (Fury, Reino Unido / China / EUA, 2014)

Veja a cobertura completa do London Film Festival 2014



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

28 de Outubro de 2019

                            Em 2020, o Internacional Uranium Film Festival comemorará uma década. O evento é o único no país dedicado a expor e debater o invisível mundo atômico e seus riscos radioativos. Em quase uma década, o festival reuniu produções cinematográficas de vários […]

Por Revista Moviola

19 de Outubro de 2019

              O longa-metragem Fendas apresenta uma protagonista mulher e paisagens, sons e imagens que envolvem seu trabalho num centro de pesquisas no Rio Grande do Norte. Seus objetos de pesquisa e seu cotidiano se mesclam. A personagem, uma cientista do campo da física, captura imagens de pessoas à distância. […]

Por Marcella Rangel

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Odeon Oscar Poemas Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.