Revista Moviola – Revista de cinema e artes » The Coin

The Coin


Por

Publicado em 4 de Novembro de 2013

The Coin, de Fabiel Martorell.

(Londres, Moviola) – Às vezes, tiramos a moeda da sorte e descobrimos talentos escondidos com projetos consistentes e que contam com o apoio de artistas renomados. É o caso de Fabien Martorell, diretor e produtor francês radicado atualmente em Los Angeles.

Fabien tem pelo menos quatro projetos em andamento nos Estados Unidos: 1. Um documentário musical que vai acompanhar a cantora de jazz Dee Dee Bridgewater (google Ray Charles e descubra quem é esta lenda); 2. Snuff, baseado no romance de Chuck Pahlaniuk (Clube da Luta) sobre uma atriz pornô; 3. Unbelief, um thriller em LA às vésperas do Natal e 4. The Guns Story, com Iggy Pop e Tracii Guns, interpretando eles mesmos. No mínimo vai revelar um Iggy Pop sensibilíssimo e dulcíssimo, depois da morte de Nick Cave.

O que me diz? O cara sabe escolher bons projetos para produzir e dirigir, não é mesmo?

O que vi online é um curta chamado The Coin, com Christopher Lloyd (De Volta para o Futuro) e Kathryn Morris (da série de TV Arquivo Morto). Premiado internacionalmente em Big Bear Lake Film Festival e selecionado para Palm Springs, LA Shorts Festival e RIFF (Roma Independente Film Festival), The Coin abre com uma panorâmica aérea da cidade dos anjos, para então fechar num ciclo minúsculo: uma criança, vítima dos impropérios da mãe dentro do carro, e um mendigo jogado na frente de uma loja de conveniência, o qual acabou de receber uma moeda.

Como um curta é apenas um instantâneo e não deve mesmo se prolongar muito – neste caso, 9 minutos , Fabien apenas dá uma pincelada sobre um dos maiores temas das metrópoles contemporâneas, ou seja, a linha tênue que divide o pária do indivíduo dentro do sistema. Qual é então o limite em que a sua auto-estima terá sido marcada pelas dificuldades da vida? Bem, o cinema é prolífico em criar personagens adoráveis que levaram centenas de golpes da vida.

Aqui o personagem de Lloyd está no mesmo plano do do menino: o chão. É este igualar-se no rastejamento e na brincadeira entre duas gerações saltadas que compõe o poema rimbaudiano da escuridão dândi desta metrópole fluorescente. Na época de Rimbaud, por sinal, o preto ainda era uma cor rara a ser encontrada nos trajes franceses, porque se requeriam vários tingimentos para se chegar a ela. Foi exatamente a austeridade do preto que tornou-a o ícone que é hoje: elegância e sofisticação, nada básica. No entanto, as pinceladas de The Coin, leia-se a direção de fotografia, eliminaram as camadas de verniz verde que amarelavam e alteravam o efeito das cores à la Velázquez nesta nova tela. A mãe está nua, o infante está nu, o mendigo está nu; e mesmo assim não os vemos, ou pelo menos, não intervimos. Não temos o direito de intervir numa relação entre mãe e filho, certo?

The Coin é um piscar de olhos em direção à sorte. Um aprendizado para todos os outros projetos em que Fabien Martorell está se envolvendo. Anote à caneta este nome.

The Coin, de Fabiel Martorell (EUA, 2013)



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Guilherme Mazzocato

17 de Fevereiro de 2016

    Com o pé esquerdo   Estávamos ali os dois a torto e a direito e já de antemão o meu pé esquerdo me sussurrando se antecipando   Estávamos ali aos roncos e barrancos ligeiros certeiros e meu pé esquerdo se antecipando se levantando   Estávamos ali Pelo menos e o sol esquerdo e […]

Por Maysa Monção

13 de Fevereiro de 2016

Não é segredo que perdedores são personagens interessantes para a indústria cinematográfica. Tem sido assim desde a Nouvelle Vague, Jean Paul Belmondo e os roteiros de Godard. Em The Adderall Diaries, James Franco, também produtor, faz o papel de um escritor paralisado com um bloqueio de criatividade. Nessa história, ele está obcecado pelas suas memórias […]

Por Maysa Monção

13 de Fevereiro de 2016

Último filme da trilogia composta pelo diretor Gus van den Berghe sobre religião, Lucifer retoma o relato bíblico numa vila mexicana. A abertura e regida por uma espécie de canto gregoriano feminino e a tela será o tempo todo restrita a um círculo, como se víssemos de luneta as aventuras do anjo caído. Esse tipo […]

Por Maysa Monção

13 de Fevereiro de 2016

Quando estive no Festiva de Tribeca, em 2015, escolhi conversar com George Lucas. Um dia depois do laçamento to trailer teaser sobre o episodio 7 de Star Wars, Lucas confessa que nunca ficou ansioso por um lançamento da saga, mas desta vez, como ele não participou de nada no processo criativo, ele está. O diretor […]

Por Revista Moviola

13 de Fevereiro de 2016

O filme Dois Casamentos, do cineasta e um dos editores da Moviola, Luiz Rosemberg Filho, pode ser visto (todinho) no YouTube. A produção deste filme é de Cavi Borges. Clique, acomode-se e aprecie, pois como diria o cineasta: “Abandonamos nossas paixões por um desprezo a nós mesmos como fazem Carminha e Jandira no nosso delicado […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cannes Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês cinema inglês Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio Fest Rio França Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Morte Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Poemas Rio de Janeiro Teatro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.