Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Philomena

Philomena


Por

Publicado em 20 de Outubro de 2013

Philomena, de Stephen Frears.

(Londres, Moviola) – Atrasado por conta do voo, Stephen Frears se junta aos colegas Judi Dench, Steve Coogan e Jeff Pope (produtor) à mesa da coletiva, dizendo: “Em Veneza, ganhamos o prêmio de melhor filme católico. Nós também ganhamos o prêmio de melhor filme ateu”. Justamente, Frears, este é o ponto-chave de Philomena: querer agradar a gregos e troianos.

Baseado numa história real – a verdadeira Philomena está viva – o novo longa do diretor de Ligações Perigosas e A Rainha é muito bem estruturado pelo ator e roteirista Steve Coogan, que vive o jornalista contratado por Philomena para achar seu filho após décadas. Philomena, mãe solteira irlandesa, deixara-o num convento, mas por alguns anos ainda pôde conviver com ele, embora tivesse assinado um documento “liberando-se” dos encargos da maternidade. Descobre-se, então, que havia um verdadeiro negócio de venda de crianças entre a Igreja católica e pais, principalmente norte-americanos, que é onde o menino Anthony fora parar. Coogan (Martin Sixsmith), ateu convicto, a princípio está atrás de uma boa história que o redimirá do ostracismo da mídia, mas no decorrer dos 98 minutos engrandece-se como ser humano com a fé de Philomena.

Dame Judi Dench me diz: “O filme é sobre o poder do perdão. E o que é extraordinário é como duas pessoas bastante distintas lidam com isso. Ela perdera o filho, mas ganha algo valioso com a amizade de Martin”. E Coogan brinca: “Também pudera, como roteirista, dei todas as falas cômicas para você!”

Sim, em todos os momentos Philomena veste a sua experiência com tons de otimismo. No encontro entre Dench e a personagem-título, a atriz, cuja mãe era irlandesa (o sotaque, portanto, é de berço), percebera que Philomena era irresistível. “Não devemos vendê-la facilmente, porém. A minha responsabilidade era com a verdade e tratei de deixar claro no filme que em nenhum instante ela se esquecera do filho”. Sim, Dame, isso está claro em todas as nuanças da sua arte.

Sobretudo, afirma Pope: “Não podemos julgá-la com os padrões modernos”. Humm, aí é que são elas. A indignação e raiva de Martin diante da injustiça das freiras – não vou contar tudo para não perder a graça – é fichinha diante do que poderia ter sido feito judicialmente. O bom senso nos diz que a lógica (religiosa) vence a emoção (raiva do ateu), mas Frears e Coogan pegam leve na pena. Não há redenção enquanto não houver punição. Mas, enfim, o filme é sobre o perdão.

É muito provável que Philomena agracie Judi Dench com uma indicação ao Oscar e seria mesmo louvável esta escolha. Vamos acompanhar.

Philomena, de Stephen Frears (Philomena, 2013, Grã-Bretanha / Estados Unidos / França)

Trailer do Filme:

YouTube Preview Image

Veja a cobertura completa do London Film Festival 2013



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

19 de Outubro de 2019

              O longa-metragem Fendas apresenta uma protagonista mulher e paisagens, sons e imagens que envolvem seu trabalho num centro de pesquisas no Rio Grande do Norte. Seus objetos de pesquisa e seu cotidiano se mesclam. A personagem, uma cientista do campo da física, captura imagens de pessoas à distância. […]

Por Marcella Rangel

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Odeon Oscar Poemas Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.