Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Only Lovers Left Alive

Only Lovers Left Alive


Por

Publicado em 16 de Outubro de 2013

Only Lovers Left Alive, de Jim Jarmusch.

(Londres, Moviola) – Jim Jarmusch está de volta! E uma legião se seguidores fieis vibra na fila do cinema. Não é para menos: o nome mais cult dos anos 90, para todo mundo que curte rock, gótico, noir e literatura. Seus filmes são cheios de citações à cultura “garage creative mind as a work in process”: de Talking Heads a Paul Auster, de John Lurie a Tom Waits. E, agora, Jarmusch resolve contar a sua história de amor entre um casal de vampiros, Tilda Swinton (Eve) e Tom Hiddleston (Adam), os quais trafegam entre a noite de Detroit e Tânger. Chamou-a de Only Lovers Left Alive, com a aliteração de “l”, a língua para cima e para baixo sensualmente no palato. Não dá para perder, certo?

O filme vinha de uma estreia em Cannes bem-sucedida e aqui em Londres todos se perguntam onde está Jim. Parece que ele é avesso à luz das câmeras dos outros. Enfim, fiquemos com o que o filme nos fala.

Sim, é a história de amor do primeiro homem e da primeira mulher, por séculos a fio, entremeada por todo o aparato nostálgico roqueiro de que Jim pode dispor, uma vez que Adam é um músico numa fase tipo “negando o que a arte lhe deu”. Não toca mais. O aparato vai desde Telefunker, Fender e Gibson dos anos 60 a vinis da Motown e Revox, sem esquecer, naturalmente, do cenário – interno: quarto forrado com caixas de ovo e retratos de Marlowe e Oscar Wilde, Byron e Shelley, e externo: o abandonado teatro Michigan, dos anos 20, hoje um estacionamento-espelunca. John Hurt faz Marlowe, o Poeta Imortal, e para Eva ele é seu mestre. Only Lovers Left Alive é também uma fotografia de cidades que um dia foram berço de fervilhante vida cultural e industrial e hoje são fantasmas à beira-rio.

Chamado também de Dr. Fausto, Dr. Caligari e Dr. Strangelove, Adam tem uma estranha obsessão contra os zumbis (os homens) e, recolhido em sua escuridão, mal sai para saciar a sede de sangue. A saciedade vem em copoa de amostra recolhidos em bancos de sangue: alusão ao êxtase tântrico, mais do que carnal.

Trottoir, voyeur, presa, aprendiz do tempo infinito e imortal. Toda tênue luz sugerida por Jarmusch está a serviço dos imortais da arte de propagar o amor às esferas sublimes. Não é à toa que na mala de viagem de Eve estão os poetas do romantismo. O dedo de Eve escaneia o tátil livro Los Amores de la Luna e outros clássicos.

Pleno de minivideoclipes, Only Lovers Left Alive é menos vermelho e mais negro. Diferentemente do Drácula de Bram Stoker, de Francis Ford Coppola, produzido em pleno boom da AIDS, e uniformemente vermelho-sangue-vivo-pus, Jarmusch escolhe a languidez e o idílio. De fato, reconstrói com Tilda Swinton e Tom Hiddleston a velha foto de John Lennon e Yoko Ono deitados nus. Os movimentos são lânguidos também, grogues, cúmplices na dualidade amorosa. Até que, por fim, o suprimento de amostras de sangue do hospital se extingue…

Only Lovers Left Alive, de Jim Jarmusch (Only Lovers Left Alive, 2013, Grâ-Bretanha/ Alemanha / França / Chipre / Estados Unidos)

Trailer do Filme:

YouTube Preview Image

Veja a cobertura completa do Festival do Rio 2013

Veja a cobertura completa do London Film Festival 2013



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

19 de Outubro de 2019

              O longa-metragem Fendas apresenta uma protagonista mulher e paisagens, sons e imagens que envolvem seu trabalho num centro de pesquisas no Rio Grande do Norte. Seus objetos de pesquisa e seu cotidiano se mesclam. A personagem, uma cientista do campo da física, captura imagens de pessoas à distância. […]

Por Marcella Rangel

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Odeon Oscar Poemas Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.