Revista Moviola – Revista de cinema e artes » A Última Vez que Vi Macau

A Última Vez que Vi Macau


Por

Publicado em 10 de Outubro de 2012

A Última Vez que Vi Macau, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata (Portugal/França, 2012)

 

Um filme difícil. Eis uma das impressões que temos ao assistirmos A Última Vez que Vi Macau. O filme não mostra a face dos personagens principais, apenas suas escutamos suas falas. E os espectadores são conduzidos por ruas, becos e partes esquecidas da cidade, colônia portuguesa até o final da década de 1990, pelo olhar de João Rui Guerra da Mata (um dos diretores), o narrador-personagem. O que nos recorda o interessante filme de Karim Aïnouz, Viajo porque preciso, volto porque te amo (2009). Mas também nos remete àquelas filmagens feitas nas viagens de férias, o passeio pelas ruas, as paisagens registradas. A história que apresentada, a partir de fragmentos da memória do narrador e do seu momento presente, releva um encontro não mais possível. João não consegue encontrar a sua amiga, Candy, um travesti. A cidade que carrega dentro de si agora é outra.

O foco da história vai além da questão homossexual. Aos poucos são apresentados fragmentos da cultura milenar chinesa, as marcas na colonização em algumas placas de ruas com nomes em português e no idioma local. Afinal, os portugueses ficaram lá por mais de 400 anos, e Macau foi a última colônia europeia na China.

Todas as sequencias do filme são marcadas pelas memórias de João, que viveu em Macau durante um período de sua infância na década de 1970, e volta à cidade. Há um clima nostálgico que atravessa as lembranças e a ânsia do encontro com o outro. Os dois falam por telefone, mas a polícia escuta a conversa e acaba assassinando Candy – o que expõe a intolerância aos homossexuais –, e ameaça o visitante aconselhando-o a retornar a Portugal.

Embora o roteiro pareça ter sido concebido a partir de boas ideias, o filme não dá conta do que se propõe e não cativa o espectador. As questões colocadas não nos permitem ir além da superfície de cada uma. Seja a violência policial, o clima repressivo, os elementos históricos e culturais, a não aceitação da homossexualidade, os ícones religiosos, a colonização. A sensação que fica é que você passeia por muitos lugares, mas não consegue entrar em nenhum. Resignando-se a ter apenas o registro de uma “fachada” como os turistas apresados que olham as paisagens através dos cliques frenéticos de suas câmeras e só. Talvez Macau seja uma cidade que não se mostra facilmente ao olhar estrangeiro. Talvez esteja fechada em si. Ou talvez esteja ainda se acomodando ao processo de independência.

 

Trailer do filme
YouTube Preview Image

Veja a cobertura completa do Festival do Rio 2012



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.