Revista Moviola – Revista de cinema e artes » O Canto do Mar

O Canto do Mar


Por

Publicado em 3 de Outubro de 2012

O canto do mar (1953), de Alberto Cavalcanti

A primeira cena de O canto do mar, com um plano distante mostrando uma série de retirantes a caminhar pelo sertão, com um estilo de filmagem documental, evoca imediatamente a lembrança de Deus e o Diabo na Terra do Sol e outros filmes do Cinema Novo, que tinham no sertão brasileiro seu espaço de referência para tratar dos problemas da desigualdade social no Brasil. Quando os retirantes chegam ao litoral, de onde partirão em navios para tentar suas vidas no Sul do país, o filme assume outra natureza, mais próxima à do cinema clássico narrativo, mas com uma forte influência do neorrealismo italiano.

Somos então apresentados a uma família que vive quase na miséria, cujo patriarca é um antigo marinheiro que ficou enlouquecido, vivendo pelas ruas da cidade. O filho mais velho, melhor amigo do pai, deseja fugir dali com uma moça pela qual está apaixonado e o mais novo está muito doente, além da bela filha, infeliz com a vida na miséria. É por intermédio da figura do marinheiro louco que o filme apresenta sua faceta mais interessante: a dimensão onírica, através de cenas de sonhos e flashbacks que retiram o filme do mero registro realista, empurrando-o para territórios mais ousados.

Há uma cena no filme cuja carga dramática e densidade na execução merecem menção especial: a filha da família, cansada da miséria e vendo o estado de sua mãe, envelhecida precocemente pelo trabalho de lavadeira de roupas, exposta dia após dia ao sol inclemente do sertão, resolve aceitar a proposta da cafetina da cidade para tornar-se uma prostituta no cais. Ela então estende um espelho para que sua mãe veja como seu rosto está marcado pelo sol, pelo trabalho. Representação e realidade como metáfora do cinema.

O filme é notável, também, pelas cenas que buscam uma aproximação com a cultura popular brasileira, através da cena da festa do bumba meu boi e das canções praieiras, à moda de Dorival Caymmi.

Acrescente-se a isso um final amargo, no qual a matriarca da família, que sempre desejou colocar seu marido em um hospício (há duas cenas magníficas no filme, uma no plano da realidade, em que o marinheiro louco é recusado no hospício por falta de vagas e outra no plano do sonho, no qual o filho mais velho tem o pesadelo de estar sendo, ele próprio, internado em um hospício) acaba por levá-lo à morte, e temos um dos clássicos desconhecidos do cinema brasileiro.

 

Veja a cobertura completa do Festival do Rio 2012



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.