Revista Moviola – Revista de cinema e artes » A Empregada

A Empregada


Por

Publicado em 24 de Setembro de 2010

A pedagoga Eun-yi trabalha com a amiga em restaurante. Quando família riquíssima lhe oferece emprego de doméstica, sua vida se transforma: depois que o patrão a seduz e a engravida, as mulheres da casa a põem em cativeiro e forçam-no ao aborto.

Em A Empregada, Im Sang-Soo refilma o clássico homônimo de Kim Ki-Young, mas o subverte a fim de lhe preservar a essência. Na obra de 1960 – que o World Cinema Foundation restaurou -, Kim Ki-Young trata a heroína como alpinista social que, para se estabelecer na Coréia do pós-guerra, destrói a família do professor de música através do sexo e da luxúria. Já Im Sang-Soo, ao contrário, altera os sinais: Eun-yi (de quem Byeong-sik, a governanta, confirma reiteradamente a pureza das intenções e dos sentimentos) torna-se vítima – ou não, já que confessa à amiga que esperava os avanços de Hoon. Na versão de A Empregada para o século XXI, quando individualismo chega ao ponto em que ninguém liga para o desespero do outro, Eun-yi apenas diverte a família que, com poder e dinheiro, manipula-a ao seu bel prazer.

No entanto, assim como Kim Ki-Young, Im Sang-Soo também narra A Empregada como farsa. Ambos os filmes não passam de sátiras violentas e devastadoras das relações sociais coreanas, seja no imediato pós-Segunda Guerra Mundial, seja no início do século XXI. Se Kim Ki-Young usa a estrutura do melodrama e abusa das interpretações caricatas e da ironia, Im Sang-Soo trabalha com contrastes de claro / escuro, com movimentos elaborados de câmera pelos amplos espaços da mansão e com planos que beiram o absurdo (Byeong-sik em frente à lareira, ou a sequência final).

A obra de Im Sang-Soo revela as fissuras da sociedade coreana, tigre asiático que se desenvolveu rapidamente a partir dos anos 80. Em A Última Transa do Presidente e O Antigo Jardim, o cineasta se debruça sobre os custos: a ditadura que sufocou os movimentos sindicais e estudantis, censurou a imprensa e os artistas, perseguiu opositores. Em A Empregada, ele se volta para as consequências: o abismo econômico entre ricos e pobres, a desesperança que grassa entre as camadas baixas, o luxo e a frivolidade dos que detêm o poder, a submissão completa ao status quo. Não há exemplo melhor do que a governanta: Byeong-sik dedura às mulheres da casa que Eun-yi está grávida. Quando, no hospital, esta lhe pergunta os motivos, aquela responde: “porque está no meu sangue”.

Não basta que o poder se exerça de fora – é necessário que os dominados o introjetem, que o creiam parte da natureza.

A Empregada, de Im Sang-Soo, 2010.

Veja a cobertura completa do Festival do Rio 2010.



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.