Revista Moviola – Revista de cinema e artes » OuLiPo + OpLePo + OBLiPo

OuLiPo + OpLePo + OBLiPo


Por

Publicado em 24 de Outubro de 2009

Espetáculo Telúrica de Andre Meyer

A palavra, a matemática, a criatividade e a pluralidade de pensamentos são as peças do OuLiPo + OpLePo + OBLiPo: o jogo da literatura, evento multidisciplinar do Ano da França no Brasil que começa amanhã (25/10) e vai até o dia 30 de outubro, no Rio. Serão celebradas a literatura e outras linguagens a partir das ideias e da participação de escritores e seguidores de um movimento que se descreve como  uma Oficina de Literatura Potencial . A programação é gratuita e público terá acesso a leituras dramáticas; oficinas para jovens escritores; mesas-redondas entre escritores, jornalistas, poetas e dramaturgos; dramatização de textos; exposição de quadrinhos brasileiros; exibição de filmes, perfomances sonoro-visuais e poético-musicais.

Primeiro na França surgiu o OuLiPo – Ouvroir de Littérature Potentiel. Depois, na Itália, o OpLePo – Opificio di Letteratura Potenziale. Agora no Brasil, o OBLiPo –  Oficina Brasileira de Literatura Potencial. Em outras áreas, grupos análogos de quadrinhos, história, marionetes, fotografia, cinema e arquitetura, por exemplo. O evento registra uma dupla data comemorativa: os 50 anos do OuLiPo e os 20 anos do OpLePo.

oulipo

Em 1960, em Paris, o escritor Raymond Queneau e o matemático François Le Lionnais se uniram para criar o OuLiPo. A Oficina de Literatura Potencial propunha experimentações de estilo a partir de práticas de escrita que, através do humor e certas restrições matemáticas, exploravam as potencialidades da linguagem. O oulipismo se tornou um trabalho sob a forma de um jogo calculado no encadeamento dos sons de que nascem as possibilidades de significação de um texto. Os primeiros oulipianos apostavam no caráter coletivo da escrita e mensalmente, durante anos, reuniam-se para discutir o conjunto de seus experimentos e invenções, numa tentativa de revigorar as potencialidades da literatura. Ítalo Calvino também produziu obras seguindo as ideias do OuLiPo.

A professora da Universidade Federal do Rio de Janiero, Stefanella Boatto, que idealizou o evento no Brasil, conta que Calvino, que entrou formalmente no Oulipo em 1973, em Como escrevi um dos meus livros utiliza como instrumento de criação literária um polígono. “Cada elemento do romance (o leitor, o livro, a leitora, o romance, o autor, etc.) é associado a uma letra colocada nos vértices do polígono. As mútuas interseções entre os vários elementos são representadas pelos segmentos ligando os vértices desse polígono. Então, trocando a ordem das letras, se desenvolve uma diferente história”.

Stefanella, que também é italiana, orgulha-se de ter conseguido reunir na programação artistas como Andre Meyer, que usa poesia e simetria nas suas coreografias; Leonardo Fuks, fundador da Orquestra Cyclophonica, que junta música, acústica e mecânica; Alessandra Vannucci e Julio Adrião, que o público já conhece através da peça A descoberta das Américas.

Serviço:
OuLiPo + OpLePo + OBLiPo: o jogo da literatura
Data: 25 a 30/10
Programação completa

Conheça a história da Cyclophonica de Leo Fucks

YouTube Preview Image



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.