Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Politist, Adjectiv

Politist, Adjectiv


Por

Publicado em 7 de Outubro de 2009

Politist, Adjectiv, de Corneliu Porumboiu.

Cristi investiga Victor por tráfico de drogas, mas conclui que se trata de mero usuário. Embora hesite em prendê-lo, o chefe de polícia insiste no flagrante.

Politist, Adjectiv tem estrutura simples e cristalina. De um lado, Cristi segue Victor e seus amigos, vigia-os, colhe provas e cruza informações com os serviços de inteligência da polícia. De outro, trava longos diálogos – verdadeiros duelos verbais, bem ao gosto de Porumboiu (como em À Leste de Bucareste), em que se interpretam o significado mesmo das palavras – com a mulher, companheiros de profissão e superiores, que evidenciam o conflito entre a Lei e a ética pessoal que aflige o herói.

A Lei, que exige de Cristi o flagrante, e a consciência, que o impedem de realizá-lo. A Lei, que o força a investigar, e a consciência, que o leva a não prender jovem por três anos e meio somente pelo uso de drogas. Por que se estender por mais duas semanas, aguardar que o irmão de Victor retorne, , suspeitar do informante, se basta o flagrante? Cristi, como revela o diálogo com a esposa sobre Mirabela Dauer, não compreende metáforas ou sutilezas, mas percebe apenas o sentido literal e direto do que lhe acontece.

Cristi escolhe a Lei, e aceita o flagrante. Na sequência que encerra Politist, Adjectiv, o chefe de polícia recorre ao dicionário (que fornece apenas o significado denotativo das palavras e, assim, encontra-se viciado de antemão) para esclarecer as dúvidas do herói. Lei, ética, moral, consciência – verbetes que deságuam em outros e nada explicam, em fugas sem fim. Na última oportunidade, entretanto, a ideologia por trás dos sentidos se clarifica: polícia, adjetivo que se refere ao aparelho repressor do Estado e se origina do alemão “polizei”, embora o delegado insista, como estratégia de despiste, que deriva do grego “polis” e “politéia” e do latim “politia” (ou seja, “governo” e “política”, respectivamente).

A polícia, simples agente da repressão, mata a consciência que lhe dificulta o trabalho.

Assista ao trailer de Politist, Adjectiv:
YouTube Preview Image

Politist, Adjectiv, de Corneliu Porumboiu, 2009.

Veja a cobertura completa do Festival do Rio 2009.



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

19 de Abril de 2018

  A mostra Corpos da Terra, cujas produções selecionadas refletem sobre a resistência indígena no Brasil atual, tem sua segunda edição entre os dias 20 e 23 de abril. O evento é realizado em parceria com o CineMosca e, além da exibição de filmes, terá mesas de discussão sobre a diversidade de mundos indígenas em […]

Por Revista Moviola

17 de Abril de 2018

  A dica de um precioso acervo para entender a situação indígena no Brasil atual é da jornalista Raquel Baster, mineira que vive atualmente no estado da Paraíba e colaborada com algumas atividades do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste (MMTN-NE), entre elas, a oficina de roteiro para o documentário Mulheres rurais em movimento (2016), filme […]

Por Revista Moviola

14 de Abril de 2018

O documentário O desmonte do Monte, dirigido por Sinal Sganzerla, aborda a história do Morro do Castelo, seu desmonte e arrastamento. O Morro do Castelo, conhecido como “Colina Sagrada”, foi escolhido pelos colonizadores portugueses para ser o local das primeiras moradias e fundação da cidade do Rio de Janeiro. Apesar de sua importância histórica e […]

Por Revista Moviola

12 de Abril de 2018

  O documentário Auto de Resistência, dirigido por Natasha Neri e Lula Carvalho,  aborda os homicídios praticados pela polícia contra civis no estado do Rio de Janeiro. As mortes e as violações dos direitos humanos acontecem em casos conhecidos como “autos de resistência” – classificação usada para evitar que os policiais sejam responsabilizados pelos homicídios, […]

Por Revista Moviola

11 de Abril de 2018

O filme Livre Pensar – cinebiografia Maria da Conceição Tavares homenageia uma das economistas mais importantes do Brasil e, particularmente, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A sessão de exibição do documentário ocorrerá dia 24 de abril, às 18h, no Salão Pedro Calmon da UFRJ (Av. Pasteur, 250, 2º andar / Urca). A […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio filme França Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.