Revista Moviola – Revista de cinema e artes » No Meu Lugar

No Meu Lugar


Por

Publicado em 31 de Janeiro de 2009

No Meu Lugar, 2009, de Eduardo Valente.

No Meu Lugar: Vidas arrasadas.

No Meu Lugar se chamaria, originalmente, Vórtice, ou No Olho do Furacão. O mesmo evento – a invasão do policial à casa em Laranjeiras, que termina com a morte do refém – desencadeia três linhas narrativas diferentes, em tempos diversos: dias depois, o tenente precisa continuar com a vida, ao lado da filha e dos amigos; semanas antes, entregador que mora na favela se apaixona pela empregada da vítima; cinco anos depois, a família do morto retorna, enfim, para abandonar o local em que ocorreu a tragédia.

Maldita hora em que Jean Renoir disse, em A Regra do Jogo, que “cada um tem as suas razões”! Mal interpretado por cineastas há sete décadas, transformou-se em passe livre para a compreensão absoluta das personagens, cujos atos mais torpes e vícios mais nocivos se mostram dignos de pena. Em No Meu Lugar, Eduardo Valente cai na armadilha, já que, ao contar as três histórias em paralelo e afundar a todos no sofrimento (a “estética do miserê”, por assim dizer), iguala policial, refém, família e assaltante como pobres coitados vítimas das circunstâncias.

A partir do instante em que se responsabiliza o destino – que Eduardo Valente reforça com a circularidade narrativa do filme, que termina onde começa, elimina-se qualquer postura crítica sobre a realidade e sobre as atitudes que as personagens tomam em relação ao mundo. Embora cada um tenha suas razões, a dor de uma família que perdeu o pai, assassinado, não é a mesma do rapaz da favela sem perspectivas para o futuro, ou do policial que, no cumprimento do dever, errou, seja por despreparo ou por impulso. Não se trata de quantificar as tragédias pessoais, mas de qualificá-las, de diferenciá-las eticamente.

No Meu Lugar, contudo, tal qual o cinema de Alejandro González Iñarruti, utiliza-se da miséria alheia a fim de consternar o espectador. Se é verdade que as narrativas de Eduardo Valente efluem e confluem, de fato, para único momento no tempo, enquanto as histórias de Iñarruti (em Babel ou Amores Brutos, por exemplo) se unem de forma vaga pela temática em comum, também se revela verídica a necessidade, em ambos, de martirizar as personagens, de irmaná-las no masoquismo – a opção sádica de levar a família e o policial de volta para a casa, a fim de expurgar o trauma que viveram através da catarse (o desamparo da existência contemporânea, típica de Shinji Aoyama, em seu ponto mais baixo).

Quando o policial raspa o cabelo, na casa da vítima, garrafa de uísque ao solo, é impossível não se lembrar de sequência parecida em 29 Palms. Desabonador que No Meu Lugar esteja na mesma frase do filme morto de Bruno Dumont.

Veja a cobertura completa da 12ª Mostra de Cinema de Tiradentes



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.