Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Noite de Serão

Noite de Serão


Por

Publicado em 30 de Janeiro de 2009

Noite de Serão, 2008, de Fernando Secco.

Noites de Serão: Malandragem e vagabundagem carioca.

Terceira – e melhor – parte da trilogia sobre o “trabalhador” carioca realizada na Universidade Federal Fluminense (UFF), Noite de Serão aproveita as mesmas personagens de Fim de Expediente e Hora Extra para reviver a malandragem cara ao subúrbio do Rio de Janeiro.

No Engenho de Dentro, em esquina próxima ao Estádio Olímpico João Havelange (cujos arcos emolduram belos planos), cinco amigos nada fazem – apenas permanecem sentados, discutem, brigam, cantam as mulheres que passam, sacaneiam-se mutuamente. Noite de Serão, título irônico para filme que exalta o ócio e a preguiça, que desanca o trabalho (quem disse que ele enaltece o homem?). O sofá, único esforço que os malandros realizam, acaba largado no meio da rua, para que se sintam mais confortáveis na rotina de vagabundagem que exercitam dia após dia.

Sofá, local de passagem, onde as personagens chegam e saem. Há constante movimento em Noite de Serão, embora o filme trabalhe com a ideia de que o tempo não transcorre. Aqueles cinco amigos estão congelados na existência – tudo se move a fim de permanecer estático.

Noite de Serão cataloga todas (ou boa parte) das gírias cariocas, algumas impronunciáveis para corações puros. Fernando Secco – também co-editor da Revista Moviola -, no entanto, peca no final: Bodão se retira do grupo, vai embora. É importante se libertar da inércia, por o tempo para correr novamente – mas a execução soa brusca e forçada demais.

Veja a cobertura completa da 12ª Mostra de Cinema de Tiradentes



2 Commentários sobre 'Noite de Serão'

  1.  
    Daniel

    5 Fevereiro, 2009| 6:49 am


     

    Na boa, vocês só estão falando bem desse filme porque é de gente do site. O que afinal estava na cabeça do diretor? Fazer um “filme contemporâneo” pra malandro ver? Hou Hsiao-Hsien com capirinha e pandeiro?´Constrangedor.

  2.  
    Fernando Secco

    6 Fevereiro, 2009| 10:03 pm


     

    E pior que o Paulo Ricardo é o mais caxias, capaz de falar mal de filme de amigo sem problemas.
    De qq modo, se vc tem dúvidas de que mais gente gostou do filme, pode procurar críticas em outras revistas, como a Filmes Polvo, a Cinequanon, no blog do Curta Cinema e no Blog Curtas.
    Claro, isso não impede que você ache o filme horrível.
    Pra mim, de qq modo, Hou Hsiao Hsien com pandeiro é elogio.
    ;)

Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

19 de Abril de 2018

  A mostra Corpos da Terra, cujas produções selecionadas refletem sobre a resistência indígena no Brasil atual, tem sua segunda edição entre os dias 20 e 23 de abril. O evento é realizado em parceria com o CineMosca e, além da exibição de filmes, terá mesas de discussão sobre a diversidade de mundos indígenas em […]

Por Revista Moviola

17 de Abril de 2018

  A dica de um precioso acervo para entender a situação indígena no Brasil atual é da jornalista Raquel Baster, mineira que vive atualmente no estado da Paraíba e colaborada com algumas atividades do Movimento da Mulher Trabalhadora Rural do Nordeste (MMTN-NE), entre elas, a oficina de roteiro para o documentário Mulheres rurais em movimento (2016), filme […]

Por Revista Moviola

14 de Abril de 2018

O documentário O desmonte do Monte, dirigido por Sinal Sganzerla, aborda a história do Morro do Castelo, seu desmonte e arrastamento. O Morro do Castelo, conhecido como “Colina Sagrada”, foi escolhido pelos colonizadores portugueses para ser o local das primeiras moradias e fundação da cidade do Rio de Janeiro. Apesar de sua importância histórica e […]

Por Revista Moviola

12 de Abril de 2018

  O documentário Auto de Resistência, dirigido por Natasha Neri e Lula Carvalho,  aborda os homicídios praticados pela polícia contra civis no estado do Rio de Janeiro. As mortes e as violações dos direitos humanos acontecem em casos conhecidos como “autos de resistência” – classificação usada para evitar que os policiais sejam responsabilizados pelos homicídios, […]

Por Revista Moviola

11 de Abril de 2018

O filme Livre Pensar – cinebiografia Maria da Conceição Tavares homenageia uma das economistas mais importantes do Brasil e, particularmente, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). A sessão de exibição do documentário ocorrerá dia 24 de abril, às 18h, no Salão Pedro Calmon da UFRJ (Av. Pasteur, 250, 2º andar / Urca). A […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio filme França Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.