Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Procedimento Operacional Padrão

Procedimento Operacional Padrão


Por

Publicado em 11 de Outubro de 2008

Standard Operating Procedure, de Errol Morris, 2007, EUA.

Segundo o ditado popular, “o peixe morre pela boca”. O cinema de Errol Morris deixa que os personagens falem, a fim de pegá-los em contradição. Em outras palavras, o documentarista constrói seu discurso narrativo a partir das vozes que colhe ao longo das filmagens, sem que tenha se posicionado a respeito de antemão.

O dispositivo de Errol Morris evita o “filme de tese”, em que o cineasta (Michael Moore, por exemplo) deseja apenas confirmar a proposta inicial, e se abre à ao contraditório e ao inusitado. Porém, se o método funciona em Sob a Névoa da Guerra, naufraga em Procedimento Operacional Padrão: falta a Morris, justamente, a coragem de se colocar frente a frente com assunto tão espinhoso quanto as torturas que aconteceram na prisão iraquiana de Abu Ghraib.

Se, em Sob a Névoa da Guerra, o discurso do ex-secretário de Defesa norte-americano Robert MacNamara era fonte inesgotável de polêmica, em Procedimento Operacional Padrão Errol Morris necessita construí-la através dos depoimentos dos militares que se envolveram nos abusos contra presos iraquianos em Abu Ghraib. No entanto, são apenas figuras estúpidas, desinteressantes, insossas e mesquinhas que, como mostram as fotografias que os próprios tiraram para se divertir, perpetraram crimes hediondos e inclassificáveis.

Errol Morris, contudo, mais do que os ouvir, tenta humanizá-los, na medida em que responsabiliza os superiores hierárquicos. Apenas soldados, cabos e sargentos – que lidam diariamente com as pressões da guerra – foram punidos, enquanto generais, o secretário de Defesa Donald Rumsfeld ou mesmo o presidente George W. Bush permaneceram intocáveis. Apesar de reconstituir espetacularmente os horrores de Abu Ghraib, apostando na estética do choque e da revolta, o diretor se contenta em acusar de forma vaga e genérica o “sistema” – mas não se manifesta contra o procedimento operacional padrão, nem o enquadra como tortura.

Define-se procedimento operacional padrão como “técnicas de interrogatório” (ou seja, integram práticas e códigos estabelecidos dentro das forças armadas norte-americanas) que privam o suspeito de qualquer conforto físico ou psicológico, para que se obtenham as informações desejadas – em Abu Ghraib, submeter os prisioneiros a longos períodos de pé, arrastá-los pelo chão, não os deixar dormir. Errol Morris, infelizmente, não deixa claro se trata de eufemismo para tortura.

Veja a cobertura completa do Festival do Rio 2008



Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Por Revista Moviola

21 de Fevereiro de 2019

Garota Sombria Caminha Pela Noite (2014) é um filme baseado em um curta de terror, com roteiro e direção de Ana Lily Amirpour e vencedor do prêmio da Revelação Cartier no Festival de Deauville em 2014. Uma produção realizada por imigrantes iranianos nos Estados Unidos que traz um estilo mesclado entre o horror, a fantasia, […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Música Odeon Oscar Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.