Revista Moviola – Revista de cinema e artes » Ode do Cinema a Machado de Assis

Ode do Cinema a Machado de Assis


Por

Publicado em 9 de Junho de 2008

Memórias Póstumas - André klotzel


Memórias Cinematográficas de Machado de Assis
é uma ode a este cronista, contista, dramaturgo, jornalista, poeta, novelista, romancista, crítico e ensaísta, que nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 21 de junho de 1839. O autor, que rompeu barreiras para além de sua época, terá mostra de filmes, adaptados da literatura, voltada para sua memória. O evento é gratuito e acontece de 10 a 22 de junho, na Caixa Cultural, no Rio. A mostra pretende estimular uma reflexão sobre essa adaptação literária e consiste na exibição de 21 filmes (13 longas e oito curtas), além de uma mesa de debate, uma pré-estréia e uma palestra. Confira a listagem abaixo.A primeira vez que um conto de Machado foi adaptado para o cinema foi em 1937, quando o Instituto Nacional do Cinema Educativo (INCE), dirigido por Roquette-Pinto, filmou a peça A Agulha e a Linha, adaptada do conto Um apólogo. O filme, no entanto, se perdeu. O INCE fez ainda um segundo filme de ficção, baseado no mesmo conto e dirigido por Humberto Mauro considerado por Glaber Rocha um dos pais do cinema brasileiro.

Em 1968, Paulo Cesar Saraceni, um já consagrado diretor do Cinema Novo, com filmes como Porto das Caixas e O desafio, lança Capitu, adaptação do romance Dom Casmurro. No mesmo ano, o Cinema Marginal também apresenta sua primeira obra que bebe na fonte de Machado de Assis: Viagem ao fim do mundo, de Fernando Coni Campos.

A partir daí, o Cinema Novo, o Cinema Marginal, e um cinema mais popular se debruçaram outras vezes sobre a obra de Machado. Em algumas filmes foram feitas adaptações mais diretas, conservando a época do livro e sua estrutura (Memórias póstumas, 2001, de André Klotzel), outros partem de uma trama que será livremente recriada e atualizada (A causa secreta, 1994, e Quanto vale ou é por quilo?, 2005, ambos de Sergio Bianchi), outros mantém os valores originais e atualizam a época (Quincas Borba, 1987, de Roberto Santos; A Cartomante, 1974, de Marcos Farias) etc.

Encontro com cineastas

Brás Cubas

No dia 17 de junho, após sessão das 18h, haverá debate com a participação de Paulo Cesar Saraceni e Haroldo Marinho Barbosa. Eles discutirão o interesse dos cineastas pela obra de Machado e os procedimentos tomados na adaptação dos textos para a tela. As adaptações de Saraceni (Capitu) e Barbosa (O demoninho de olhos pretos) distam quarentas anos – o que mudou no cinema e no entendimento de Machado de Assis pelos cineastas, nessas últimas quatro décadas?No dia 20 de junho, após a sessão de 18h, Brás Cubas, de Julio Bressane, haverá palestra com o crítico José Carlos Avellar, autor de O chão da palavra: cinema e literatura no Brasil. Este discutirá os meandros da criação literária e os impasses da criação cinematográfica quando confrontados na fértil relação de complementaridade que só findará quando o último filme for rodado e o último livro impresso.Programação

Pré-estréia
17/06, às 18h – O demoninho de olhos pretos (2008), de Haroldo Marinho Barbosa. Após a sessão, será realizado o debate com Haroldo Marinho e Paulo Cesar Saraceni.

Longas

  • Vendaval Maravilhoso (1948), de Leitão de Barros
  • Capitu (1968), de P.C. Saraceni
  • Viagem ao fim do mundo (1968), de Fernando Campos
  • A Cartomante (1974), de Marcos Farias
  • Confissões de uma viúva moça (1975), de Adnor Pitanga
  • Brás Cubas (1985), de Julio Bressane
  • Quincas Borba (1987), de Roberto Santos
  • A Causa Secreta (1994), de Sergio Bianchi
  • Memórias Póstumas (2001), de André Klotzel
  • Dom” (2003), de Moacyr Góes
  • A Cartomante (2004), de Wagner Assis e Pablo Uranga
  • Quanto vale ou é por quilo?” (2005), de Sergio Bianchi
  • O demoninho dos olhos pretos (2008), de Haroldo Marinho Barbosa

Curtas

  • Um apólogo: Machado de Assis (1939), de Humberto Mauro
  • Missa do Galo (1973), de Roman Stulbach
  • A Cartomante (1984), de Alexander Vancellote
  • O enfermeiro (1998), de Mauro Farias
  • Machado de Assis, alma curiosa de perfeição (1999), de Maria Maia
  • A Cartomante (2000), de Cláudio Costa Val
  • Uma cartada de morte (2001), de Afonso Bernarde
  • Hoje tem felicidade (2005), de Lisiane Cohen

Serviço:

Memórias Cinematográficas de Machado de Assis
10 a 22 de junho
Caixa Cultural (RJ)/Cinemas 1 e 2
(Av. Almirante Barroso, 25 – Centro – RJ)
Tel.: 21 2544.4080
Entrada franca



3 Commentários sobre 'Ode do Cinema a Machado de Assis'

  1.  
    godo

    23 Junho, 2008| 7:40 pm


     

    o bruxo do cosme velho continua dando panos pra manga no cinema e teatro e onde tiver q ser será o grande machado de assis

  2.  
    Luiz Marques

    12 Novembro, 2008| 2:01 pm


     

    Olá,
    Interessante a matéria. A boa notícia é que O Demoninho de Olhos Pretos vai estrear no dia 28 de novembro. É uma boa pedida para quem ainda não pôde assistir ao grande retorno a direção de Haroldo Marinho Barbosa (Baixo Gávea).

  3.  
    Elis

    12 Novembro, 2008| 2:46 pm


     

    Luiz,

    Obrigada pela dica.
    Abraço,

Deixe um comentário

(obrigatório)

(obrigatório)


Dê a sua opinião. Mas lembre-se: os comentários serão moderados. Apenas após análise dos editores eles serão postados.



RSS feed para comentários deste artigo | TrackBack URL

 

Por Revista Moviola

19 de Outubro de 2019

              O longa-metragem Fendas apresenta uma protagonista mulher e paisagens, sons e imagens que envolvem seu trabalho num centro de pesquisas no Rio Grande do Norte. Seus objetos de pesquisa e seu cotidiano se mesclam. A personagem, uma cientista do campo da física, captura imagens de pessoas à distância. […]

Por Marcella Rangel

22 de Março de 2019

Se7en (1995) é o segundo filme do diretor David Fincher, no elenco, Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow e Kevin Spacey na pele de um serial killers dos mais interessantes do cinema. O filme conta a história de David Mills (Pitt) e sua mulher, Tracy (papel de Paltrow), o casal esta de mudança mudaça para […]

Por Revista Moviola

20 de Março de 2019

Nos arredores de Orlando, na Flórida, em hotéis e complexos de quinta categoria – com imitações plastificadas de atrações dos parques tão próximos da Disney – são oferecidas estadias para turistas que querem economizar, como também servem de moradia, não oficial, para famílias americanas de baixa renda. Projeto Flórida (2017) é povoado por estes personagens, […]

Por Revista Moviola

15 de Março de 2019

O filme Encantada (2007) conta a história da princesa Giselle (Amy Adams), que mora no reino de Andalasia. Certo dia, após cair em um poço, ela vai parar na cidade de Nova Iorque. Lá encontra Robert (Patrick Dempsey), um procurador e se hospeda no apartamento dele. Edward (James Marsden), o príncipe de Andalasia, também cai […]

Por Revista Moviola

26 de Fevereiro de 2019

Perigo Por Encomenda (2012), escrito e dirigido por David Koepp, traz ao público a cidade de Nova York como elemento determinante na narrativa e na estética do filme. O longa conta a história de um mensageiro que usa como transporte uma bicicleta (Wilee, interpretado por Joseph Gordon-Levitt) em Manhattan, o personagem precisa entregar, um envelope […]

Anima Mundi Animação animações Brasil Cineclube Cinema cinema americano cinema brasileiro Cinema francês Crítica Crítica Cinematográfica crítico de cinema Curta Curta-metragem Curtas Documentário Entrevista Facha Festival Festival de Berlim Festival de Cannes Festival de Veneza Festival do Rio Festival do Rio 2009 Festival do Rio 2010 Festival do Rio 2011 Festival do Rio 2012 Festival do Rio 2013 festrio ficção filme Gay Literatura London Film Festival Luiz Rosemberg Filho Mix Brasil Mostra Mostra de Tiradentes Odeon Oscar Poemas Resenha Rio de Janeiro Versos É Tudo Verdade

WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck and Luke Morton requires Flash Player 9 or better.